Machine learning: o futuro dos sistemas web

Machine learning, ou aprendizado de máquina, não é um recurso tão novo quanto parece, mas vem ganhando força nos último tempos em virtude da necessidade de tomarmos decisões cada vez mais rápidas e assertivas.

É com o uso dessa tecnologia que os resultados do Google, por exemplo, estão cada vez mais personalizados e que temos um feed de filmes cada dia mais alinhado aos nossos gostos no Netflix.

No ambiente empresarial, essa é uma inovação que logo não poderá mais ser ignorada, especialmente no desenvolvimento de sistemas web. Entenda agora o porquê!

Afinal, o que é machine learning?

Trata-se de um método de análise de dados que permite que um sistema vá aprendendo com os dados que recebe, faça associações entre eles e descubra tendências e comportamentos que, de outra forma, não poderiam ser notados.

É o caso dos produtos sugeridos em um e-commerce. O consumidor entra, navega por diversas páginas e logo abaixo tem uma lista de produtos que talvez ele queira também.

O que permite essa seleção é o machine learning, que descobre, por meio do comportamento de navegação de vários consumidores, quais são os produtos atrelados àquele que mais têm procura.

Como os sistemas web fazem uso dessa tecnologia?

No início do nosso post, já demos dois exemplos do nosso cotidiano que usam o aprendizado de máquina sem que sequer percebamos. Pois bem, existem muitas outras possibilidades ao fazer uso dessa tecnologia. Confira:

Compreender melhor o comportamento do consumidor

Aplicado ao marketing, o machine learning pode servir ao propósito de conhecer cada vez mais seus consumidores e assim melhorar suas estratégias de marketing e vendas.

Melhorar o atendimento ao cliente

Um chatbot, que se utiliza do machine learning, pode aprimorar o atendimento ao consumidor em redes sociais ou em seu próprio site, oferecendo uma experiência única de contato com a sua marca.

A cada nova interação ele aprende quais são as dúvidas mais comuns dos seus clientes e assim vai melhorando seu atendimento, sem a necessidade de intervenção humana.

Otimizar a gestão de estoques

O machine learning vem sendo amplamente utilizado na previsão de demandas. Confrontando dados de vendas com a rotatividade do seu estoque, um sistema de gestão é capaz de determinar com grande precisão qual é a quantidade ideal de produtos a manter no armazém.

E ele vai além: na indústria, quando o preço de um insumo aumenta, o ML é capaz de calcular o impacto desse custo adicional nas suas vendas, orientando a produção a reduzir a quantidade de itens fabricados por mês para evitar produtos parados em estoque.

Definir melhores rotas

Se não sabemos o caminho até determinado local, a reação mais natural é pegar o GPS (do carro ou do celular) digitar o endereço e seguir as instruções, certo? Mas já percebeu que as ferramentas de GPS indicam mais de um caminho possível?

Melhores rotas, desvio de radares e pedágios, condições climáticas e outras informações são concedidas por meio de machine learning. Ferramentas como o Waze, que são alimentadas pelos próprios usuários, são ainda mais precisas: afinal, recebem informações atualizadas a todo instante.

Uma empresa de transportes, por exemplo, faz uso intenso dessa tecnologia e talvez nem saiba o quanto ela pode mudar a forma de fazer negócios.

Existem muitas outras aplicabilidades do machine learning no desenvolvimento de sistemas web. Para ficar por dentro do que mais essa tecnologia pode fazer, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!