(11) 2548-4603
A gestão de TI da sua empresa é boa o bastante? Há diferentes estágios de maturidade que caracterizam a situação do setor nas empresas e refletem seu poder de contribuir para o sucesso dos negócios. Confira o post para saber mais!

Em que estado de maturidade de gestão sua empresa se encontra?

Você sabe o que é e qual o estado da maturidade de gestão empresarial na TI da sua empresa? Ao longo dos últimos anos, a intensificação do uso tecnologia nas rotinas de trabalho aumentou a relevância do setor para as empresas.

Seja internamente ou pela terceirização de TI, é importante garantir a adoção de práticas que mantenham a segurança e bom funcionamento das aplicações utilizadas. Para isso, é interessante saber em que estado de maturidade a empresa se encontra e identificar caminhos para a promoção de melhorias.

Continue a leitura do post e conheça os cinco estados de maturidade de gestão de TI e suas características!

 

# Caótico

O estado mais comum de maturidade de gestão empresarial em TI indica um cenário em que a TI da empresa encontra-se pouco desenvolvida. Na prática, isso significa que a gestão de TI local tem foco interno, em suas próprias atividades, ignorando as demais áreas da empresa e suas necessidades.

Algumas características desse estado são:

  • A presença de profissionais que compreendem a infraestrutura de TI local e lidam com exceções;
  • A dependência dos chamados profissionais-chave;
  • Profissionais reativos à problemas e solicitações de usuários;
  • Trabalhos de melhoria focados em tecnologia e não em serviços;
  • Inexistência de padrões e orientações para processos e serviços;
  • Falhas de comunicação;
  • Falta de interação da TI com os objetivos da empresa.

# Reativo

Por sua vez, o estágio reativo já apresenta um grau de maturidade um pouco mais elevado. Porém, a atenção e orientação aos processos ainda são ignoradas, bem como sua documentação e formalização.

As principais características do estado reativo são:

  • Gestão reativa de problemas e sem apoio de processos;
  • Existência de iniciativas para a manutenção do controle da infraestrutura de TI local;
  • Maior controle da disponibilidade de componentes;
  • Trabalho de gestão com foco na melhoria do desempenho de cada componente (hardware e software);
  • Gestão de mudança apenas para alguns componentes, também sem o apoio de processos formais.

# Proativo

O estado proativo é aquele que pode ser considerado o ideal para a maturidade de gestão empresarial de TI. Não é o mais avançado, mas considerado suficiente para aprimorar o uso e a integração das aplicações utilizadas na empresa.

Suas principais características são:

  • A existência de processos formais;
  • Orientação de processos e serviços de acordo com seu custo-benefício;
  • Definição clara dos serviços críticos;
  • Planos elaborados para o aumento da disponibilidade e capacidade dos serviços;
  • Realização da gestão de performance de plataformas, aplicações e sistemas;
  • Documentação e mapeamento da dependência dos componentes;
  • Integração entre os sistemas para alinhamento com as necessidades da empresa.

# Serviços

Empresas que fazem uma boa gestão de TI, na maioria das vezes, têm sua maturidade de gestão neste estado. Há a implementação de indicadores — como os que apresentamos no post Indicadores de desempenho de equipe de TI — para acompanhar e mensurar os resultados do setor e orientar melhorias.

As principais características são:

  • Monitoramento da eficácia e divulgação dos registros dos serviços de TI;
  • Adoção das regras de processos a todo novo serviço;
  • Foco na melhoria contínua dos serviços;
  • Uso de sistemas de integração de serviços;
  • Gerenciamento de uso e mudanças na infraestrutura, aplicações e sistemas;
  • Formalização dos objetivos e necessidades da empresa para alinhamento dos serviços de TI.

# Valor

Neste estado de maturidade, a gestão de TI é feita de forma totalmente estratégica para a conquista dos objetivos da empresa. Em outras palavras, torna-se uma verdadeira aliada para o sucesso dos negócios.

As suas características de destaque são:

  • Entendimento do uso da tecnologia e da área de TI como essencial para as atividades de cada setor da empresa;
  • Avaliação dos serviços de TI de acordo com o valor que entregam ao negócio;
  • Medição da performance de TI com base em seu nível de contribuição para o sucesso da empresa.

Sair de um estado mais básico de maturidade para um mais elevado requer amplo conhecimento em TI, o que pode ser um empecilho para muitas empresas. Assim, o outsourcing de TI ou terceirização de TI é a alternativa mais indicada para garantir essa evolução.

E então, já sabe em qual estado de maturidade de gestão sua empresa se encontra? Entre em contato com a Logical Minds e saiba como podemos ajudá-lo a implementar melhorias!