,

Conselhos para otimizar a gestão logística da sua transportadora

A gestão da logística dos transportes não é uma tarefa simples. Diversos processos incidem sobre a cadeia de distribuição e, sem que haja controle ponto a ponto, podem ocorrer desvios e consequentes atrasos e outros tipos de problemas que de uma forma ou de outra precisam ser corrigidos. Por outro lado, sempre que a logística é gerenciada eficazmente, a organização melhora seus resultados e ganha competitividade.

Mesmo assim, sem os devidos processos de controle, a eficiência acaba sendo prejudicada. A gestão logística precisa acompanhar as operações, identificar os problemas, buscar soluções, e, resumindo, procurar melhorar o processo continuamente. No artigo de hoje, vamos ver alguns conselhos para otimizar o controle da sua rotina de transportes.

#01 Custos Logísticos

Uma gestão de transportes eficiente controla em detalhes todos os custos logísticos envolvidos. Atualizar tabelas de valores, gastos com estoque, manutenção e outros custos devem figurar em controles acessíveis a todos os envolvidos. Além dos cálculos necessários para os fretes já contratados, também é preciso prever investimentos futuros.

Controlar as operações de transporte já não consome tantos recursos como antes. As novas tecnologias facilitam o controle em tempo real, algo que dá mais solidez ao transporte em si e facilita a tomada de decisões caso aconteça algum desvio. O importante é estar sincronizado com qualquer ocorrência possível.

#02 Planejamento de Demandas

Para evitar o risco de fazer entregas com atraso é importante planejar previamente a capacidade de operação com base no histórico das demandas. Ou seja, é importante analisar os mesmos períodos de anos anteriores para entender como funciona a sazonalidade do mercado. Informações são dados úteis que precisam ser interpretados em prol da eficiência.

#03 Automatização de processos

Empresas de transportes contam com um poderoso aliado: a automatização de processos. Quanto mais se elimine a necessidade de controlar cada passo manualmente, mais se libera tempo para outras atividades e minimiza-se a possibilidade de que incida o fator humano em erros.

Por exemplo, a rotina de carga e descarga pode ser controlada através da leitura de códigos de barras, que já lança automaticamente no sistema todo o fluxo de mercadorias. O uso de tecnologias móveis também facilita o trabalho dos motoristas, que podem atualizar o andamento do transporte através de aplicativos.

#04 Fretes Planejados

O ideal é que cada entrega seja planejada com antecipação. Aspectos como a distribuição, destino das cargas, modal mais adequado, eventual necessidade de terceirização e outros aspectos sejam considerados. Empresas que já contem com processos automatizados têm mais facilidade de prever necessidades pois contam com ferramentas para estimar demandas.

#05 Entregas Personalizadas

A partir do histórico de pedidos dos clientes, é possível prever a frequência futura de demandas. Assim, estas estimativas facilitam a identificação de momentos onde você pode estabelecer parcerias ou contratar mais recursos para cumprir com todas as obrigações. Também dá para criar setores diferentes no estoque que atendam a pedidos solicitados com mais frequência e facilitar o despacho destes itens.

#06 Controles em um só lugar

Empresas que têm, à sua disposição, dashboards para acompanhamento centralizado de processos – possibilidade que os ERPs costumam oferecer – permitem que os gestores possam efetuar ajustes logísticos com mais rapidez. Isso contribui para que se minimizem os problemas de distribuição e suas consequências diretas, como ter a imagem institucional prejudicada frente aos clientes.

Se sua empresa se encontra em busca de ferramentas que ajudem a controlar a cadeia logística, a Logical Minds está à disposição para fornecer todos os recursos necessários para uma gestão mais eficiente. Visite nossa página e conheça nossos serviços. Além disso, naturalmente, sinta-se livre para entrar em contato com um de nossos assessores.